quinta-feira, 24 de julho de 2008

Manchester, a capital do norte


Prefeitura de Manchester

O texto abaixo foi escrito a quatro mãos. Duas minhas, duas de Daniel Serravalle de Sá, professor de português na Universidade de Manchester, compatriota e colega de orkut. Uma versão editada deste conteúdo deverá ser publicada em breve na revista independente JungleDrums. Assim que isso acontecer, insiro aqui o link para o artigo!

Manchester, a capital do norte

Quando se fala em estudar ou até mesmo em ‘tentar a vida’ na Inglaterra, talvez a primeira cidade que venha à mente das pessoas seja Londres. Nada mais esperado, afinal Londres é a ‘cara internacional’ da Inglaterra, grande centro financeiro e importante pólo cultural, uma das cidades mais modernas e cosmopolitas do mundo, além de ser uma das mais bonitas capitais européias. Esse fascínio que Londres exerce nas pessoas costuma levar as pessoas a desconsiderar outras possíveis opções igualmente interessantes e, de certo, mais baratas para se morar e estudar inglês. Manchester é um bom exemplo disso.

A cidade foi inicialmente um acampamento romano, mas depois ficou famosa pelo seu papel histórico no desenvolvimento da Revolução Industrial. Manchester ainda ostenta inúmeras chaminés e enormes galpões como lembrança desse passado longínquo. Parte do centro da cidade é cortado por uma rede de canais construídos no século XIX e que serviam ao escoamento da produção têxtil para o porto mais próximo, em Liverpool. Em 1996 Manchester sofreu um atentado terrorista que destruiu parte do centro comercial da cidade. A bomba plantada pelo extinto IRA (ou PIRA) causou em um prejuízo de quatrocentos milhões de libras e a reconstrução demorou quatro anos para ser totalmente concluída. Desde então a cidade não parou de se renovar num processo que inclui a construção de prédios modernos e a revitalização de bairros e áreas mais necessitadas. No momento, a cidade está numa lista da Unesco de potenciais candidatas a se tornarem cidades patrimônio mundial.

De acordo o site da North West Brussels Manchester é a terceira cidade inglesa mais visitada por turistas e, devido à sua importância econômica e cultural é considerada a ‘segunda’ cidade na Inglaterra. Atualmente, com uma população metropolitana em torno de quinhentos mil de habitantes (que salta para dois milhões e meio na chamada Grande Manchester - conurbação das cidades de Oldham, Stockport, Manchester, Bolton, Salford e outros distritos), a cidade é apenas a sétima maior cidade inglesa. Manchester também é o berço das primeiras organizações sindicais e muitos direitos trabalhistas atuais tiveram origem nessa época. Engels e Marx observaram as classes proletárias de Manchester para escrever seu tratado socialista, cujas páginas foram redigidas na biblioteca de Manchester. Esse passado de lutas trabalhista é relembrado com orgulho e na entrada do centro de exposições Urbis está escrita uma citação atribuída ao escritor socialista George Orwell. Aparentemente, no livro Road to Wigan Pier, Orwell teria dito que Manchester era “the belly an guts of the nation”, numa tradução livre algo como, “o ventre e a coragem da nação”. Mas apesar do seu passado industrial, a cidade é mais conhecida hoje pelas muitas opções de entretenimento e pela sua fervilhante vida acadêmica. Manchester é um centro de artes, de mídia (a novela Coronation Street se passa e é filmada na cidade), de ensino superior, de comércio e finanças.

Foi mirando no futuro que Manchester se renovou e virou uma cidade jovem e internacional, atraindo gente de todas as partes que vem em busca de ensino de qualidade e oportunidades de emprego. Diferentemente do que ocorre em Londres, entretanto, Manchester ainda não atraiu tantos brasileiros. Mas pense que não escutando português como se escuta por lá, fica mais fácil praticar inglês: são inúmeras as escolas de inglês e centros de ensino de superior espalhados pela cidade. Além da Universidade de Salford, da University of Bolton, da University of Huddersfield, a University of Manchester e a Manchester Metropolitan University recentemente se fundiram para formar uma das maiores universidades inglesas. Dentre muitas das instituições de ensino de excelência que a cidade abriga, a School of Computer Science, ou Escola de Ciências da Computação da Universidade de Manchester é mundialmente conhecida por ser um centro de excelência em tecnologia da informação e o berço de uma das mais importantes inovações da história. Não deixe que os americanos digam que eles inventaram o computador, saiba que ele foi criado nos laboratórios da universidade de Manchester!

A vida cultural é outro ponto forte. Há diversos museus, galerias de arte, bibliotecas, teatros, cinemas e muitos parques onde se montam palcos para realização de festivais e eventos internacionais. No coração da cidade há a famosa e colorida vila gay (Gay Village), onde algumas das melhores baladas da cidade acontecem. Tendo sido um importante centro têxtil no passado, hoje a cidade também é um importante centro de moda, seja em high street fashion ou em moda alternativa, que pode ser encontrada nas pequenas lojas de roupa espalhadas pelo centro.

Em Manchester a música emana por todos os lados, há som ao vivo nas ruas, nos pubs e nas casas de show espalhadas pela cidade. Não é à toa que a cidade nos deu bandas como The Smiths, Joy Division, Happy Mondays e Oasis. Os anos loucos da Haçienda e de Mad-chester (apelido de Manchester) não morreram apenas se transformaram. Por isso, quando estiver na cidade, não deixe de ouvir uma das muitas e desconhecidas bandas locais. Pode ser a sua última chance antes que eles fiquem famosos.

A cidade também é uma referência nos esportes. Em 2002, Manchester sediou o Commonwealth Games e um complexo aquático para a realização do evento foi construído com o que havia de mais moderno em tecnologia desportiva. Atualmente as instalações do Aquatic Centre hoje servem à população e qualquer pessoa pode utilizar as facilidades. Manchester também abriga um dos melhores velódromos do mundo, sede de muitas competições internacionais. E nem falamos ainda dos poderosos times da primeira liga o Manchester City e o Manchester United. Apesar de o segundo ser um dos maiores clubes de futebol da Europa consta que os verdadeiros mancunians (pessoas nascidas em Manchester) preferem o City. Manchester é hoje um reconhecido pólo esportivo. Bom para quem é atleta, bom para quem é fã de esportes!

Mas como nem tudo são flores, uma avaliação da cidade não seria completa sem que se fale dos problemas recentes, como a crescente violência urbana na cidade, principalmente entre jovens. Crimes praticados armas brancas tem aumentado nos últimos anos e a crescente violência urbana rendeu a cidade o apelido de Gun-chester. Em geral esse é um problema localizado que brasileiros de grandes centros urbanos conhecem bem. Os macunians são em geral pessoas muito amigáveis, abertas e bastante preocupadas em ajudar e agradar a todos. Em Manchester ainda é algo extremamente comum você entrar no ônibus e alguém puxar uma conversa.

Manchester é uma cidade compacta por isso os deslocamentos são sempre muito rápidos. O trânsito é fluido e o sistema de transporte da cidade é bem simples de se entender e de utilizar. Em Manchester há ônibus, trens e trams, bondinhos que se assemelham aos metrôs, mas circulam apenas na superfície e por uma área restrita. O sistema mais utilizado é o dos ônibus, com ônibus pontuais e abundantes circulando por toda cidade. Há diversas companhias e todas oferecem passes diários, semanais ou mensais a preços acessíveis.

A cidade também é completamente plana, por isso, é possível andar a pé ou de bicicleta por quase tudo. E andar nesta cidade é um prazer! Edifícios modernos e imponentes dividem espaço com singelos galpões industriais e deslumbrantes monumentos de estilo vitoriano. Há praças e parques espalhados por todos os espaços convidando para um descanso ou uma corrida ao entardecer. Lojas de todos os tipos, shoppings de todos os tamanhos, e restaurantes para todos os bolsos e paladares também são pontos fortes! É por isso que Manchester vem atraindo muita gente de fora, principalmente brasileiros que procuram uma opção para Londres. Aprender inglês, assistir a shows, praticar esportes, conhecer gente, fazer compras; seja qual for o seu desejo, Manchester está preparada para saciá-lo!

Se com todas estas vantagens você ainda não se convenceu que Manchester é uma excelente alternativa para viver e para estudar inglês, saiba que nessa agradável cidade o seu dinheiro pode render o dobro do que em Londres. Alimentação, transporte, cursos de inglês e lazer são igualmente mais baratos em Manchester. Colocando na ponta do lápis, um estudante de Manchester terá sempre uma carteira mais polpuda do que um que optou por ficar em Londres, e na prática, isso significa que sempre terá mais cervejinhas no pub, mais viagens pela Europa, mais shows, mais baladas, mais, mais...

Agora que você já conhece um pouco mais sobre a encantadora Manchester, pode dar-se ao luxo de escolher entre ir para lá, ou residir na tradicional Londres. Mas se o sonho de viver em Londres for mais forte, saiba que há empresas de ônibus que oferecem passagens a partir de uma libra por percurso de Manchester à Londres. Assim, quem sabe, não dá para realizar todos os seus desejos em uma só viagem?

Por Marina Fanti e Daniel Serravalle de Sá.

5 comentários:

DSerravalle disse...

Marina, ficou ótimo!

Bj,
Daniel

Marcela disse...

Olá, adorei o blog, super bem escrito e bem-humorado! Irei em Janeiro para UK com meu marido, que tem cidadania européia e queria saber se esta assessoria que você contratou é de confiança. Conheci uma agência super bem conceituada, mas que cobra R$ 3.000 pela assessoria! Você poderia dar uma dica, prometo que não vou abusar com outras mil perguntas. Abraços! marcelatizo1@gmail.com

Paula disse...

Marina e Daniel, parabens pelo texto! Muito bom e informativo. Ate me emocionei com a narracao.
Beijos

paromaj disse...

Ainda bem que voce deixou o link do blog na comunidade Marina. Li o texto e achei muito legal mesmo, parabens a voce e ao Daniel. Gostei bastante e está bem informativo.Eu nao sabia de muita coisa mesmo já estando tantos meses. Só queria adicionar algo que a cidade foi muito bombardeada durante a segunda guerra e muita coisa esta recentemente sendo demolida ou reconstruida aqui em Manchester. Nao foi reconstruida após a guerra e a cidade ficou meio abandonada. Acho que é muito tipico dos paises europeus, de terem capital do norte e do sul, como Porto é a do norte em Portugal.

Voyager disse...

Marina e Daniel, muito bom e o texto que vocês escreveram.
Ainda não conhecí Manchester, mas realmente parece um lugar interessante para visitar, ou mesmo residir.
Amo Londres, mas sei que o UK vaí muito além de sua mais famosa cidade.
Keep up the good work!