quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Best Blogs Brasil: entre os 10 mais votados!!


Um olhar verde e amarelo na Terra da Rainha!

Eis que fuçando na Net acabo por descobrir, sem querer, que o UK pra Brasileiro Ver ficou entre os 10 mais da categoria Turismo do Best Blogs Brasil 2008!! Que surpresa feliz!!!

Mesmo sem divulgação, o blog foi indicado e votado! Obrigada aos que votaram!!!

Para conferir o resultado dos melhores em cada categoria, acesse o site do Best Blogs Brasil 2008!

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Sunday Glory Sunday!


Cosmopolita Manchester

Uma das coisas mais interessantes de Manchester é a sua riqueza cultural. Povos de vários países convivendo e co-habitando o mesmo espaço numa aparente relação de harmonia. Esse domingo nos mostrou bem a dimensão dessa mistura de povos.

No clima de comemoração de 5 anos de casamento, eu e o Mário acordamos decididos a ter um dia bem alegre e dinâmico, e assim foi...

Cedo fomos para o centro, onde comemos pães de queijo no Boteco do Brasil, uma lanchonete com comidinhas brasileiras no shopping Arndale, e de lá fomos para o Opera House Manchester assistir um show chinês de celebração do início do Ano do Bufalo.

Entre danças e cantorias típicas, discursos de políticos e misses orientais, o evento “Made in China” divertiu mais os que entendiam mandarim do que os poucos ocidentais que ali tentavam transcender suas fronteiras. Muitos, inclusive nós, fugiram antes do fim, com um sentimento de “o que diabos estamos fazendo aqui?” Mas mesmo assim, foi válido festejar a chegada do Búfalo em meio aos legítimos chineses.

Saindo do teatro, nós nos deparamos com uma passeata reivindicando a libertação da Palestina. Centenas de pessoas com placas e megafones marcharam escoltadas pela polícia, que assegurava a eles o direito de protestar. A passeata parou o trânsito da cidade, mas ninguém buzinou, ou se manifestou contra a multidão ativista, mostrando se não solidariedade; no mínimo, respeito.

Já famintos, resolvemos dar uma parada no Curry Mile para conhecer o supermercado Meezan (que fica na Winslow Road) e fazer uma compra étnica para um jantar paquistanês. Descobrimos que tudo é muito mais barato lá e que há produtos regionais paquistaneses maravilhosos, por muito pouco! Com 13 libras, compramos muitas frutas (inclusive papaya, que nunca tínhamos achado aqui!), mushroom, pães típicos, sucos, peixes e temperos. Certamente, um lugar para se voltar várias vezes!

Manchester nos deu um domingo glorioso, com gostinho de café brasileiro, ares de um Ano Novo Chinês, gritos civilizados de uma passeata palestina, sabores condimentados de um jantar paquistanês! E assim, terminamos nossa noite: um pouco mais globalizados que quando que começamos; um pouco menos distantes desse mundo que só conhecíamos de ouvir falar...

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Dunham Massey: um dia entre os veados!


"No mens allowed!"


Veadinhos felizes!


Mário no bosque...


Bambi e eu!

Quem já não sonhou em ver ao vivo e a cores o carismático Bambi? Bom, eu sempre sonhei! Tinha dúvidas se os pequenos eram uma mera fantasia de Walt Disney, como os gambás, que parecem tão graciosos nos desenhos, mas na verdade são bem horrorozinhos!! E acabei por descobrir que são realmente lindos!!

Isso porque fui num sábado de sol ao Dunham Massey, um lindo parque, entre Altrinham e Trafford, em Manchester. Chegar lá é um pouco complexo!! É preciso tomar o Stagecoach 370 ou 11 e parar na Altrinham Station; de lá, tomar o 38 da empresa local, que passa a cada 50 minutos e em 11 chega à entrada principal do parque.

O parque é imenso, lindo, plano, perfeito para pequeniques, um cooper, ou um relax em meio a uma natureza quase intocada. Além de uma mansão histórica, o parque possui lagos cheios de patinhos e aves exóticas, bosques cheios de esquilos e matas povoadas dos lindos Deers, ou veados; tudo uma beleza!

Os veadinhos ficam em bandos, saltitando de um lado para outro, quase se medo das pessoas; mas não se pode ultrapassar certos limites e pertubar o santuário destes alegres animais!

Para os que amam a vida selvagem, vale a dica do passeio. Há também um pequeno restaurante, lojinhas, toiletes e estacionamento no local. A entrada é gratuita, mas para visitar a mansão é preciso pagar. Em tempo, a mansão estará fechada até março, mas o lugar é tão lindo, que ficar entre quatro paredes acaba sendo um desperdício de tempo e de dinheiro!

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Hogmanay em Edinburgh! To be continued...


Eu, de calça e o homem, de saia!


Manhãzinha do dia primeiro...


Mário no muro do Castelo


Eu e mãe no pré-Hogmanay!!


A neblina, os galhos e o castelo...

Edinburg (Edimbrá, como eles dizem aqui!) é a segunda cidade de UK em número de visitantes, só perdendo para Londres. E não é a tôa, porque com um dos visuais mais interessantes da Europa, que mescla o estilo arquitetônico Medieval e Georgiano e a piração juvenil com tradição da realeza, num legado histórico e cultural interessantíssimo, a capial da Escócia é uma alternativa excelente para viajantes de todos os tipos.

Fui pela primeira vez a Edinburgh em 30 de dezembro de 2008, para a famosíssima festa de Reveillon, o Hogmanay, tida como uma das 1000 coisas a se fazer antes de morrer, por um livro que consagra as belezas da vida!

Já a viagem de trem de Manchester à capital escocesa é bastante impressionante! Montanhas, vales, vilas medievais, ovelhas; tudo branco de neve e com tanto fog, que mal a claridade do sol conseguia iluminar a paisagem quase lunar que tínhamos pela janela...

Chegando à estação Walvery, caímos de cara no centro da cidade a Princess Street! A primeira impressão que se tem é que Edinburgh se parece com Praga. Uma cidade compacta e imponente, com monumentos por todos os lados, uma linda colina com um maravilhoso castelo no topo. Entretanto, ela revela sua “britaneidade” nos pequenos detalhes: em meio aos monumentos, um parque de diversão com brinquedos extremamente radicais, que vão de bungee jumps em cápsulas para dois a hélices velozes que giram 360 graus a uma altura de 100 metros; a cada esquina, uma loja de whisky e uma de cashmere; e por todos os lados, homens de saias, tocando as típicas músicas celtas, completando um cenário surrealmente lindo, apesar da quantidade de lixo espalhada por todo canto (talvez por conta do excesso de turistas, não sei...)!

Antes da festa, visitamos o Castelo - que está detalhadamente bem preservado, museus (Todos grátis! No Museu Nacional está a simpática e revolucionária ovelha Dolly!!), lojas de Kilt, assistimos aulas de dança folk, presenciamos um casamento com o noivo de saias e comemos as legítimas “Sausages” nos mercados natalinos... Tudo muito tradicional! Se não tivéssemos tido Hogmanay por conta de um cancelamento de última hora, como ocorreu em 2007 devido a uma tempestade de neve, a visita à cidade em si já teria valido pela festa; mas para sorte nossa, ainda tivemos um Reveillon diferente de tudo o que já vimos na vida...

Isso porque, após termos ceiado às 6 hs da tarde no Restaurante da rede espanhola La Tasca(pois todos os restaurantes da cidade estavam completamente lotados, em função dos milhares de visitantes), e portando nossas pulserinhas-ingresso (10 Libras, devido à antecedência da compra pela internet), fomos à Princess Street, onde a festa começava e se estendia por mais 5 ruas.

Das 9 à 1 da manhã, nós e mais 200.000 pessoas nos esprememos (e assim nos esquentamos um pouco, porque fazia -3 graus!!) ao som de 5 bandas espalhadas estrategicamente pelas ruas isoladas e dos gritos dos que se aventuravam no parque de diversões, bebendo e comendo em lanchonetes-ambulantes, sob a iluminação mágica do Castelo e de uma energia louca, que emanava de todos, bebês, moçada, velhinhos e até dos animados guardas. À meia-noite, um show lindo de fogos vindos do castelo deu boas-vindas à 2009.

Apesar da muvuca inacreditável de pessoas e da taxa imensa de bebuns, não vimos um incidente, apenas caras bonitas e felizes saudando o Ano Novo. Uma memória que vai ficar para sempre e que promete se repetir um dia, porque voltar em breve a Edinburgh é certamente, uma das minhas “New Year Resolutions!”

Performance céltica!

video