segunda-feira, 23 de junho de 2008

Os Ingleses...



Esta é minha terceira vez na Inglaterra... A primeira foi como turista, a segunda como estudante de inglês hospedadada em casa de família e, agora, estou como residente como visto de trabalho. E com esta breve vivência que tive com os ingleses, vejo que já formei minha opinião sobre eles; ou melhor, "desformei" minha opinião.

A fama de frios, eu discordo; a de lordes, eu concordo em partes. O ar de superioridade dos franceses, eles não têm; já o ar de descolados, um pouco bizarros e bastante bebuns, isso eles têm demais! O fato é que é um povo muito sorridente, solícito e interessante. A dona do flat em que estou morando, a Maddie, é uma graça! Tem 42 anos e cara de 25! Espivetada, cheia de onomatopéias inesperadas, ela fala sem parar e é obcecada por corujas e velas. (Deve ter umas 50 corujas e 100 velas no flat!!)A soma de tudo isso é uma loirinha gordinha simpática, que adora ajudar! Deixou a casa montada, com roupas de cama e toalhas, inclusive... É uma ótima pessoa!

Outro dia, estávamos eu, Mário, minha mãe e a Lorena perdidas no centro de Manchester e pedimos informação a um senhor com cara de bebum no pub. Ele explicou com a maior simpatia. Começamos a seguir o trajeto proposto quando ele reapareceu com a chave do carro em mãos para nos oferecer uma carona até o local certo. Isso acontece no Brasil?? Coisas de lorde bebum aqui da Inglaterra. E o dia em que fomos assistir ao ritual diário da Troca da Guarda em Londres; aquela multidão de turistas colodos no portão do Palácio de Buckinghan esperando há horas naquele frio, quando passa um guardinha sem graça, pedindo desculpas a todos, mas fazendo graça, com uma placa meio ridícula avisando que não haveria "Cerimony Today"... Muito divertido apesar do balde de água fria!

Uma cena comum, que ninguém além dos estrangeiros deve notar mais, é a diversidade de tipos num só tipo. Não há preocupação de andar com os iguais por aqui; aliás, parece ocorrer o oposto, aqui há uma preocupação em andar com o diferente. Você pode encontrar um gótico de 200 kgs com bota de espinhos e moicanos fosforescentes dando informação a uma velhinha com chapéu de seda andando de bicicleta com flores na cestinha; ou mochileiros cheios de drads tomando uma cervejinha com patricinhas e chineses certinhos no pub da esquina. O inglês, a meu ver é globalizado de verdade.

Penso se o excesso de imigrantes por aqui, os indianos, árabes, africanos, sul-americanos, chineses etc, não vão acabar com esta "heterogeneidade homogênea" que se vê na Inglaterra. Mas acho que não, acho que a "mente aberta" dos igleses é consequência desta fusão de povos e a prática deles reflete uma convivência aparentemene harmônica.

Eles também são bem conscientes dos problemas do mundo. Em cada rua há uma lojinha de caridade, um estilo de brechó que ajuda fundações. Todas as pessoas andam com eco-bags para fazer compras, plástico aqui é demodê! As embalagens contém informações para todos os eventuais consumidores (Fat Free, Good for Vegan, Low Carb, Gluten Free, eassim vai...) Aliás, tem muito vegetariano por aqui! Roqueiros e bebuns, porém, vegentarianos!

Para o o olhar careta do brasileiro, os ingleses são meio esquizofrênicos, ou "fazem tipo" para aparecer, mas no fundo são iguais a nós. Na minha opinião, eles estão anos-luz na nossa frente... Cada um na sua, respeito a todos. A inclusão não parece ser um discurso apenas. Todo farol tem sinal sonoro para deficientes auditivos, todo canto tem informação, panfletos, jornais, revistas, de graça para qualquer um. Há internet grátis na rua em alguns pontos (SEM FILA!!!), todos acessos posuem rampas ou elevadores; muitos dos escritos estão em braile.

Os ingleses são bonzinhos, são atenciosos, são amigáveis! Ok, há os holligans malditos, os ingleses insuportáveis, os arrogantes folgados, como em qualquer lugar deve haver, mas não é essa a tônica do povo, eles são próximos de nós no jeito de ser.

Por enquanto, só elogios, só boas experiências. Para entender esse povo, é preciso despovoar a mente de preconceitos e saber que no fundo, eles são meio brasileiros...

5 comentários:

Elaine Leme disse...

adorei esse post! Gostei do fato dessa preocupação com a vida e com o ambiente em que eles vivem. Sempre achei que eles fossem arrogantes. E quanto aos hollings, aqui tb tem a nossa torcida organizada que não é muito diferente.

beijos

Anônimo disse...

Once upon a time air travel was a great deal simpler than it is today. You called one of a few airlines that flew from your airport, the agent would tell you what flights were available for a given time, and you booked the one you wanted. Airports were always bustling places, especially during the holidays, but as long as you gave yourself adequate time, the process was usually the same. You would check your bags, go through the x-ray machine, get your boarding pass, and wait patiently at the appropriate gate. Once you got on the plane you ate the snack or meal that came with your flight and watched a movie.

In recent years travel by plane has become significantly more complicated. There are so many different configurations for flights and types of fares. Dire economic circumstances have caused airlines to raise rates and charge extra fees for everything from baggage to blankets. There are complex rules about what you can and cannot carry in your luggage. It can be very difficult to determine whether you are getting the best deal or the best services when you buy an airline ticket. The internet makes the navigation of airlines, airports, and flight itineraries easier, but, even so, be prepared to do some research if you want to find a flight at the best price.

Here is something up front that might save you time and money right off the bat. If you are traveling within the United States mainland, always look at Southwest Airlines first. Southwest is almost always the best deal you will find. However, Southwest itineraries do not appear on the major travel websites, so always go directly to the airline's website for information. Plug in your travel plans, and you will get a list of all the flights that are available. Southwest typically charges more reasonable prices than other airlines, and there are no hidden fees. The price you see is the price you get although tax and the government fee that is attached to all flights does apply. For lower prices than you can probably get anywhere else look at the "web only" fares, but keep in mind that these fares are not refundable.

[url=http://cheapairtickets.qarri.com/]Useful tips for air tickets[/url]

Anônimo disse...

Genuinely like your websites data! Surely a excellent deal of details which is very helpful. Continue to maintain publishing and i'm likely to proceed studying via! Cheers.

Lú Campos disse...

"No fundo, eles são brasileiros". kkkkkk adorei essa frase! :D

Lú Campos disse...

No fundo, eles são brasileiros, kkkkkkk adorei essa frase!