segunda-feira, 2 de março de 2009

Lake District, no rastro dos poetas!


Baía de Bowness


Casa vizinha à de Beatrix Potter; uma entre as muitas fontes de inspiração...


Atenção à sinalização!


Numa trilha entre Ambleside e Newby Bridge!


Bowness on Windermere, o coração da Cumbria!

Três dias são pouco para compreender o que levou tantos poetas e escritores renomados, como William Wordsworth, Samuel Coleridge, Thomas de Quincey, John Ruskin, Arthur Ransome e Beatrix Potter a consagrarem seus nomes na história da literatura britânica. Mas mesmo com pouco tempo, eu e o Mário fomos à busca de algumas pistas e rumamos para o Lake District, onde supõe-se ter sido o lugar do mundo que os inspirou a escrever suas obras-primas.

O Distrito dos Lagos fica no noroeste da Inglaterra, a aproximadamente 3 horas de trem, saindo de Manchester, numa região de UK chamada Cumbria. Com uma paisagem natural quase intocada pelo homem, que mescla montanhas (onde fica o pico mais alto da Inglaterra, o Scafell Pike) e vales - resquícios de um passado vulcânico - e uma abundância de lagos, a sutil presença do homem se faz perceber nas dezenas de pequenos vilarejos que se formaram com o tempo; em suas moradas charmosas de pedra ou castelos preservados, em suas fazendas de ovelhas, nos pequenos pubs (Fica em Winderemere o pub "The hole in the Wall", eleito um dos 10 melhores da Inglaterra!!)e restaurantes, nas lojas de chocolate e nas incontáveis guest houses”, que mesmo no inverno e em épocas de crise, parecem prosperar na região.

Mas, apesar do turismo e da fama do Lake District, a impressão que se tem é de que o apelo da natureza ainda sobrepõe à ignorância humana e o tipo de gente que viaja ou reside por lá são apenas andarilhos, esportistas, amantes da vida selvagem ou letrados, pessoas à paisana nessa paisagem tão marcante, todas à mercê e em função de suas belezas naturais. Tudo é impecavelmente limpo e construído para não deixar rastros, preservando o patrimônio ambiental acima de tudo.

As cidadezinhas de Windermere e Bowness têm uma ótima estrutura para comportar milhares de pessoas, mesmo em épocas de festivais ou competições esportivas, e são os principais pontos de partida de cruzeiros e ferrys que conduzem a outros vilarejos às margens dos lagos. Para que se tenha liberdade para transitar por algumas das encantadoras cidades às margens do Lago Windermere (o maior da região) é recomendável comprar o tíquete “Freedom of the Lakes”, que garante por 24 ou 48 horas, passe livre por alguns dos roteiros mais visitados: Ambleside, Bowness, Lakeside e Coniston, onde fica a casa em que morou a mais célebre moradora da região, Beatrix Potter.

Além das atrações naturais do Lake District, como os cruzeiros, passeios de caiaque, trilhas enlameadas para ciclistas e andarilhos, escaladas para os alpinistas, arvorismo, etc; há também inúmeras atividades culturais para a família toda: museus e galerias, aquários e zoológicos, castelos , parques, e a famosa casa de Beatrix Potter, que era tão apaixonada pela região dos lagos que comprou milhares de acres de terras por lá e deixou para o Trust, para que fossem preservados pelo governo.

As montanhas e os vales, o ar puro, os cisnes à beira dos lagos, o sol sob o fog, refletido nas águas geladas, as ilhas, os pastos verdes, as ovelhas brancas e as ovelhas negras à deriva... As construções de pedra, escondendo o aconchego entre quatro paredes, os castelos, os veleiros, os chocolates deliciosos, os andarilhos sorridentes e ensopados... Todas essas imagens puderam nos dar uma idéia do que enfeitiçou tantos ilustres.

E voltamos de lá cheios de boas lembranças, e cheios de lama nos nossos sapatos, deixando pegadas que nem o tempo vai conseguir apagar, porque marcaram não só os passos que demos por lá, mas também vão marcar os caminhos que um dia ainda vamos trilhar...


Um breve cruzeiro pelos Lakes...

video

Nenhum comentário: