terça-feira, 26 de agosto de 2008

Mathew Street Music Festival em Liverpool!

Você consegue imaginar?







Esse final de semana foi um Bank Holiday aqui em UK e para celebrar a ocasião, não faltaram programas animados! Para citar alguns, o Tatton Park, que fica na região de Manchester teve show de falcões, corrida de wippets, Bienal de Jardinagem, desfile de carros antigos e bandinhas; o centro de Manchester teve a Parada Gay e o Big Weekend; Londres teve uma mega festa de apresentação para os Jogos Olímpicos de 2012 na Trafalgar Square; e Liverpool, que fica a apenas 50 minutos da Piccadily Station, sediou pela 16º vez o Mathew Street Music Festival. E foi para lá que nós fomos no domingo...

Imagine que pela terceira vez em Liverpool, só agora me apaixonei pela cidade. Não foi amor à primeira vista, mas aconteceu. O fato de ter sido proclamada a Capital da Cultura na Europa em 2008 deve ter algo a ver com isso, porque a cada semana surgem eventos ótimos, exposições, shows e festivais diferentes. Além disso, o clima de lá é bem mais quente e ensolarado do que em Manchester, o que sem dúvida, é um grande atrativo!

O Festival da Mathew Street é algo grandioso! Imagine um lugar sem restrições, onde todos os ambientes são liberados; a entrada é grátis; com tendas de alimentação por todos os lados, onde não se passa fome, onde não há ganância por um lugar melhor, pense numa galera unida numa festa de família! Imagine um lugar onde as pessoas compartilhem tudo! Difícil de imaginar? Pois assim foi o festival: por 2 dias a cidade ficou praticamente intransitável, lotada de gente do mundo todo, de mídia e de muita música! Neste ano havia 6 palcos grandes, distribuídos pela cidade. Em cada um, um gênero diferente de música; em todos, a mesma empolgação!

Para ter uma idéia, pense num paraíso, onde houvesse apenas um lindo céu azul, apenas sol sobre nós. Não é difícil de imaginar para quem está fora de UK! O mote deste ano foram os Beatles (para variar), mas as bandas tocaram de tudo, para alegria geral do heterogêneo público, que tinha desde bebês até octogenários, de patricinhas a metaleiros, de emos à rappers, todos pacificamente comportados. Imaginou? Imagine agora um lugar sem fronteiras, sem motivos para brigar ou se defender; apenas com pessoas aproveitando o momento, num clima de integração, independente de religiões e de valores, sem a ameaça do terrorismo.

As ruas de Liverpool estavam tomadas pelas pessoas, os pubs com filas de espera, a música alta estava em todo lugar, mas nada de infernal. Era possível se perder pelas estreitas ruinhas e se guiar apenas pelo som que ecoavam. Você consegue imaginar um lugar assim?

Pode parecer que eu viajei forte, mas não fui a única. Neste fim-de-semana em Liverpool milhares viajaram comigo... Espero algum dia que você junte-se a nós e também confira o Mathew Street Festival “and the world will live as one”!


Para uma palhinha do Festival, assista o vídeo!

video

2 comentários:

Flavia disse...

Marina,

Realmente você é única....Eu viajo com que você escreve, tudo é lindíssimo demais...

Liverpool é uma cidade linda e acolhedora!!! As pessoas são agradáveis e maravilhosas.... Sou apaixonada pela cidade!!

Vou concordar que você viajou forte quando falou do tempo aqui... Costumo dizer que aqui é o "pinico" do mundo, só chove!!!ahahah. Durante o ano é o seguinte: 2 meses ensolarados, 4 meses nublado e 6 meses chuvendo!!! Afinal estamos na Inglaterra.

bjs mil,

Marina disse...

Flávia, obrigada pelo estímulo!!Adoro quando alguém embarca junto nas minhas viagens!

Amo Liverpool, e acho que sempre dei sorte com o tempo nas vezes em que fui; se você acha que é lá o pinico do mundo, te convido pra passar um tempo aqui em Manchester, a cidade da Mary Poppins!!! Heheheh!!

Bjos!!!