segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Manchester, again, porque relembrar também é viver!


Com a Alê, Rogério, Henrique e Mário, nos mercados!


Mercados Natalinos à noite!


Matando as saudades do Fletcher Moss...


No agito das compras, no coração da cidade!


Banda de um Homem só, agitando o domingão de Manchester!


Urbis, que vai se tornar em breve, o Museu do Futebol!


Em março de 2009, às vésperas de retornar ao Brasil após vivermos um ano em Manchester, eu e o Mário concluímos que nunca mais voltaríamos para lá. Pensávamos já ter esgotado nossa curiosidade com a cidade, conhecido todos os parques, os melhores restaurantes , lojas e opções de lazer. Estávamos certos de que retornar à Capital do Norte não teria mais sentido. Ledo engano...

Em novembro de 2010 já estávamos nós dois, pisando em terras macunianas, ansiosos para matar as saudades de tudo o que conhecíamos! Decidimos passar os três dias relembrando nosso cotidiano na cidade. Por isso, ficamos hospedados num hotel bem central, o Ramada, próximo ao maior terminal de ônibus e à estação de trem Piccadilly. O ponto também é ótimo para explorar o centro da cidade a pé. Ao lado da maior e mais barata loja de departamentos do UK, a Primark e do shopping Arndale , além das inúmeras lojas espalhadas pela Market Street, não há como não perder horas nas compras.

Tornando a atmosfera da cidade ainda mais especial, fomos brindados com o início dos Mercados Natalinos e suas dezenas de cabaninhas, espalhadas por diversas ruas, onde se encontram pratos típicos da Alemanha, França, Espanha, Suíça, Turquia e Inglaterra, além de artesanatos, chocolates e muitas opções de bebidas. Mesmo com temperaturas abaixo dos cinco graus, a cidade em massa compareceu aos mercados, tornando a Praça Albert Square, onde fica a Prefeitura, o ponto com maior número de pessoas por metro quadrado em Manchester.

No nosso “roteiro revival”, passeamos por Stockport, onde moramos, caminhamos pelo parque Flecher Moss e seus lindos jardins, fomos à melhor loja de eletrônicos da cidade , a Comet (onde compramos uma nova máquina fotográfica para caprichar mais no blog!), passeamos pelos mercadinhos de rua na Old Town e, para fechar a noite com muito estilo, jantamos no italiano Avanti, que ficava em frente ao nosso flat. Perfeito!

No domingo, aproveitamos para fazer comprinhas natalinas nas redondezas, porque não teríamos tempo de ir ao Trafford, um dos maiores shoppings e, possivelmente, o mais bonito do UK. Encerramos o fim de semana nostálgico com os amigos que ainda moram em Manchester, comendo Falafel numa barraquinha dos Mercados Natalinos. Uma delícia...

Três horas de trem depois, estávamos de volta à Middlesbrough, desejando ter ficado em Manchester, sem data pra voltar pro Brasil. Neste final de semana, confirmei o dito popular de que só damos o devido valor às coisas, quando de fato, as perdemos. Porque a perdida Manchester se faz hoje a desejada Manchester, aquela que viverá em nossas lembranças, minha e do Mário, para sempre, como um sonho bom, um lembrete de que o presente é sempre um presente; e que o resto, o resto é passado, é uma memória impressa num texto, um sorriso estampado na foto, um fim de semana nostálgico.

Aqui, um videozinho da Exchange Square, para dar uma idéia do ritmo natalino!

4 comentários:

alexandracefurlan disse...

Ameeeeeeeeee ter encontrado vcs, ainda q por tao pouco tempo. Me manda as fotos depois. Muitos bjossss

Anônimo disse...

É isso mesmo, Má, um grande amor é para sempre. Acho que o tempo em
Manchester foi para vocês dessas coisas que marcam a vida em termos de sensações e emoções, mais do que experiências, porque essas podem ser suplantadas através dos tempos.

Mas os sentimentos que brotaram daqueles momentos ficam impressos na alma, como um diferencial do espirito. Porque é nas emoções que o ser se aprimora, e não só no conhecimento.

É nas emoções que nos percebemos como somos e como queríamos ser, onde trocamos nossa essência com a essência da vida, dos outros, da
natureza que nos envolve. Tudo o que foi sempre será parte de vocês, dessa história de amor tão linda e invejável, que Deus está regando e adubando com adubo muito especial: dando-lhes esse tempo e o envolvimento de vocês em tudo o que lhes acontece, presença no mundo e partilha de sentimentos, lembranças, emoções.

De minha parte eu fico muito feliz por imaginar que tudo isso te veio
assim merecidamente, por você ser tão modesta de ambições, tão
agradecida pelo que sempre teve e tem, tão cheia de garra e entusiasmo
pela vida.

Isso é o maior presente: o entusiasmo, que significa " ter Deus dentro" , e é o que permite esse alinhamento do ser com a beleza de estar vivendo, o silêncio da prece que é quase instantânea e involuntária, quando se está feliz.

As fotos são ótimas, o sorriso do Mario é um raro prazer, o brilho dos seus olhos é uma janela de felicidade.

Adorei.

Um beijo.

Mãe

Ivan@Dreams and Gold disse...

Manchester, esse lugar e muito legal!
Me fez relembrar tambem

blacknose disse...

Encontrei passagens Londres por R$1330 ida e volta e publiquei em meu blog! Gostaria de divulgar também para seus leitores!

http://turismocerto.wordpress.com/2014/02/26/amsterdam-bruxelas-lisboa-londres-milao-e-porto-por-r1330-ida-e-volta-espanha-por-r1236-ida-e-volta/